Qual o motivo de não ser chamado para entrevistas de emprego? - Mirojobs: Vagas de Emprego Curitiba; Ponta Grossa e Paranaguá. Qual o motivo de não ser chamado para entrevistas de emprego? Mirojobs: Vagas de Emprego Curitiba; Ponta Grossa e Paranaguá.

PESQUISAR NO SITE:

  - Digite um cargo ou palavra-chave
Publicidade:

novembro 15, 2015

Qual o motivo de não ser chamado para entrevistas de emprego?

..................
 Muitos candidatos mesmo tendo um bom currículo, uma boa formação não são chamados para nem sequer uma entrevista. Começam a entrar no desespero e a questionar sua formação, as empresas, as agências de emprego e os recrutadores. Um fato importante que sempre devemos ter em mente é: " Sou o único responsável pelo meu fracasso ou meu sucesso", não devemos culpar os outros quando não atingimos nossos objetivos. Os motivos mais comuns que as pessoas tendem a ficar "paralisadas" na fila do emprego estão relacionados abaixo. Veja se não está errando nestes pontos.

- Currículo mal formatado ou com informações desnecessárias ou ainda, todo errado.


Fonte: Flick.com (livre para reutilização)
  Parece brincadeira mas recebo milhares de currículos assim. Pessoas com excelente graduação mas com o currículo desalinhado, com erros de português gravíssimos e com as informações sobre experiências profissionais confusas. Para vagas administrativas, ou que exigem revisão de contratos e formatação de documentos não tem conversa: é lixeira na certa! Tenha paciência ao redigir seu currículo, leia e releia e não pegue modelos prontos ultrapassados.      Um dos erros mais estranhos é o uso da palavra "curriculum" quando o correto é escrever - caso necessário - apenas currículo. Vejam que o Latim não é ensinado faz praticamente 40 anos nas escolas, não se usa mais escrever em palavras latinas a não ser que esteja se candidatando para uma vaga no Vaticano!
   Outro erro comum é posicionar suas experiências profissionais: sempre coloque a última primeiro e nunca se esqueça de colocar o tempo de trabalho em cada função. 

-  Ter um perfil estranho no facebook ou em outra rede social.

Não fale mal da empresa onde trabalhou ou do seu chefe!
    Parece invasão de privacidade mas lembre-se: Seu perfil no facebook é público. Alguns dizem: " Mas no facebook é só brincadeira, não é como sou realmente", bem infelizmente lamento por esse seu pensamento pois a maioria usa seu perfil de forma séria e as empresas vão olhar seu perfil da mesma maneira. As organizações buscam pessoas alinhadas com o seu perfil, éticas e de boa índole. Ter no seu perfil curtidas em páginas que façam apologia a violência, drogas, pedofilia e outros além de não ser uma boa conduta pessoal pode interferir seriamente na sua saúde profissional. 


   
   Recentemente uma candidata reclamou que não era chamada por ser de uma "torcida organizada" e que isso era preconceito pois afinal "só torcia pelo seu time". Ok, torcer por um time de futebol não é crime, eu mesmo tenho uma ou duas fotos em estádio de futebol no meu perfil mas o que são essas "torcidas organizadas" hoje? Não se discute até a extinção da mesma a cada episódio de violência que promovem? Uma empresa gostaria de ter um funcionário envolvido em badernas e tumultos? É interessante visualizar um perfil de um candidato e nas fotos só ter imagens com legendas incentivando a violência contra a torcida do time adversário, fazendo tumulto em terminais de ônibus ou outras coisas que não vale nem comentar ? Enfim, fica de exemplo: Se você pensa em ser um gerente, um assistente administrativo se porte como tal.

-  Não saber enviar o currículo - a mais eliminatória de todas.

   Essa eu teria muito assunto, mas vou resumir. Primeiro leia a vaga com atenção: Se esta escrito enviar currículo para tal e-mail e colocar no assunto.... coloque como pedem! Caso não siga essa orientação seu e-mail não será nem aberto. 
 Para entender melhor vou pegar um exemplo de um processo seletivo dos mais requisitados: assistente administrativo. Vejamos a imagem abaixo:


   Vejam que a vaga possuía  um código para ser enviado juntamente com o assunto. Das mensagens visíveis na foto somente sete pessoas mandaram dentro do solicitado e nove fora do padrão. E por que as outras erraram? Serão elas desclassificadas? Sim, foram. E por quê? Vamos analisar:
1. Pessoalmente uso o código junto das vagas para poder identificar e assim arrastar as mensagens para uma pasta única daquela vaga e ir lendo e selecionando os currículos. Fica mais fácil dar o retorno já que busco dar uma satisfação para todos. Algumas vezes os currículos são passados direto para a empresa que gerou a vaga, dessa forma separo na pasta e envio todos para análise da gerência da mesma.
2. As pessoas que mandaram mensagem somente de "curriculum" ou  "aux. admiministrativo" receberam uma mensagem automática de agradecimento e retorno negativo. Primeiro por que para esta vaga recebi muitos currículos e seria injusto com os que demonstraram ter atenção e cuidado ao enviar uma mensagem. Segundo que a vaga é para assistente e não auxiliar! Existe uma clara diferença entre as funções na questão salarial e de atribuições. Além de demonstrar que o candidato não leu a vaga, que errou além do nome em não colocar o código que identifica a mesma. As mensagens em azul estão sem abrir por que a pessoa enviou três vezes o currículo no período de dois dias! Mesmo tendo sido confirmado o recebimento.
   Mas qual a importância desses fatos? Vejam que diariamente um único recrutador pode receber até 800 currículos ou  mais. É impossível abrir todas as mensagens só para entender em qual vaga o trabalhador se candidatou. Eu particularmente só abro os e-mails após separar em pastas por vaga, de acordo com o assunto.
   Para as vagas que não possuem código como envio? Procure relacionar com algo que o recrutador identifique a vaga pelo assunto, sem abrir a mensagem, veja exemplos: " Currículo operador de caixa - centro" ; " Assistente de estoque - empresa x" ; " Recepcionista - Cabral". 
   Importante: Salve o currículo com o seu nome, nunca salve apenas como "currículo". Uma sugestão é colocar assim: "Currículo_Fulano de Tal".
  Por fim outro erro comum é enviar a mensagem para várias empresas ao mesmo tempo ou reenviar várias vezes sem apagar o cabeçalho anterior. Deixo a imagem para que vejam um exemplo clássico:



-  Cadastrar seu currículo em um site com informações erradas.

   Sabe quando você digita uma palavra errada no google e ele fornece resultados e corrige sua pesquisa? Pois é infelizmente os programas de banco de dados de currículo não tem esta mesma tecnologia. Então cuidado com o que coloca, você nunca poderá ser encontrado. Se candidatar à uma vaga fora do que colocou como pretensão no currículo pode significar nunca ser chamado. O sistema da agência do trabalhador por exemplo, só aceita a sua candidatura se a vaga desejada estiver na sua lista de pretensões.

-  Enviar currículo para uma vaga abaixo do seu nível profissional.

   Eu até concordo que você quer e precisa trabalhar e precisa de um emprego mesmo que seja abaixo da sua formação e experiência mas, a maioria das empresas vai pensar em você logo de início como um funcionário "passageiro", alguém que não vai se importar com o crescimento da empresa e na primeira luz no fim do túnel vai sair tão rápido quanto como chegou. Pense como um empresário e vai ver que isso é frustante. 
   Como contornar isto? Avalie se a empresa na qual se ofereceu para um cargo inferior tem uma posição superior que pode vir a ser preenchida por você dentro de um tempo. Se deseja mudar de área saiba que dificilmente vai começar "por cima", terá que subir degraus e ganhar posições na empresa. 
    As empresas são uma organização privada e de lucro e não fazem filantropia. Dizer que "precisa trabalhar" não vai fazer ganhar uma vaga que não seja do seu perfil profissional ou abaixo do seu nível. Existem várias oportunidades que podem ser do seu nível profissional e em outros setores, pesquise, melhore seus pontos positivos antes de se desesperar.

-  Marcar um entrevista e não comparecer, ficar na lista negra.

   Primeiro quero deixar claro que não existe propriamente uma lista negra mas situações que fazem o candidato ser mal visto. Vamos de exemplos práticos: Você cadastra seu currículo e em alguns dias recebe um telefonema de uma vaga. Excelente! Ansioso por trabalhar logo você combina e marca o dia da entrevista. No tão afamado dia você pensa melhor e decide não ir na entrevista, não liga avisando e ainda chega ao cúmulo - como já vi fazerem - de desligar o celular ou não atender a recrutadora que liga para você desesperadamente.. 
   Uma candidata uma vez afirmou em uma rede social e vários concordaram:

"Quando não se gostou da vaga é só não ir na entrevista. Não tem obrigação de dar satisfação não."

 Confesso que já fiz isto algumas vezes na minha imaturidade mas me arrependi profundamente por alguns motivos:
- Poderá surgir uma nova vaga interessante e dentro do que busca na mesma agência e provavelmente não vão mais chama-lo, mesmo que se candidate para a vaga.
Relaxe... (Fonte: wikimedia.org)
- Mostra sua pouca interação profissional e capacidade para resolver imprevistos. Caso falte por motivos de força maior é sempre bom ligar avisando e tentando remarcar para outro dia ainda que não goste da vaga é bom comparecer. 
- Já aconteceu de o candidato topar a vaga e ligar no outro dia desistindo e afirmando que queria continuar no processo seletivo. Nestes casos nada de inventar desculpas! Fale sinceramente os motivos. Eu sempre pergunto se ficou alguma dúvida da vaga e conforme a pessoa se comporta posso indicar a outra vaga no mesmo momento. 
Este tipo de comportamento vale ouro para uma seleção e vou dizer o motivo: Nas empresas várias vezes você vai lidar com imprevistos, várias vezes vai ter de ligar para um cliente e dar más notícias ou até pessoalmente. Saber negociar um novo horário ou ser responsável e desmarcar uma entrevista demonstra uma maturidade profissional enorme.

-  Falar mal das empresas no facebook, jornal, blog, whats e outros.

   Um candidato a um cargo na  empresa Y tem compartilhado uma postagem no facebook falando mal do produto que esta empresa produz. Logicamente nunca ele será chamado se chegarem a visualizar seu perfil. Outras usam palavras de baixo calão e discutem com recrutadores como "sendo os donos da verdade". Debate saudável se faz com ideias e argumentos e não com ofensas e acusações. É revoltante não ser chamado para entrevistas de emprego mas lembre-se da frase do começo deste artigo: "Somente você é responsável por seu fracasso ou sucesso."
   Você tem de vender sua imagem para a empresa e passar credibilidade para que eles "comprem seu mais importante produto que é você." Agora imagine ir à uma loja olhar umas vitrines e ao final não comprar nada; ao sair você recebe umas ofensas do vendedor, é xingado e ouve umas "verdades". Como se sentiria? Será que a venda que ele queria não se concretizou por culpa sua ou ele que não soube mostrar a necessidade que você tem daquele produto? Da mesma forma funciona os departamentos de recursos humanos: apesar de terem excelentes profissionais é você que têm de demonstrar seu  potencial e valor para agregar a empresa.



-  Distribuir ou entregar o currículo de forma errada.

   É um bem comum: ao chegar em uma empresa vários candidatos entregam o currículo amassado ou sem proteção. Já pensou em ser diferente? Que tal colocar um currículo em um envelope e ainda marcar o destinatário no mesmo - neste caso o departamento de recursos humanos ou alguém específico dentro da empresa - tenho certeza que seu zê-lo e cuidado vão refletir na decisão de chama-lo caso aja alguma vaga disponível.